Terminologia Aplicada

Recuperação de áreas degradadas

Atividade que tem por objetivo o retorno do sítio degradado a uma forma de utilização, de acordo com um plano pré-estabelecido para o uso do solo, visando a obtenção de uma estabilidade do meio ambiente (Decreto 97.632/89).

Bioindicadores

São espécies animais ou vegetais que indicam precocemente a existência de modificações bióticas (orgânicas) e abióticas (físico/químicas) de um ambiente. São organismos que ajudam a detectar diversos tipos de modificações ambientais antes que se agravem e ainda a determinar qual o tipo de poluição que pode afetar um ecossistema(Ambiente Brasil).

Dano ambiental

Lesão resultante de acidente ou evento adverso, que altera o meio natural. Intensidade das perdas humanas, materiais ou ambientais, induzidas às pessoas, comunidades, instituições, instalações e/ou ecossistemas, como consequência de um desastre (Ambiente Brasil).

Espécie indicadora

(1) Aquela cuja presença indica a existência de determinadas condições no ambiente em que ocorre (Resolução CONAMA 012/94). (2) Que é usada para identificar as condições ou mudanças ecológicas num ambiente determinado (Ambiente Brasil).

Restauração Ecológica

A restauração ecológica é o processo de auxílio ao restabelecimento de um ecossistema que foi degradado, danificado ou destruído. (SER-Society for Ecological Restoration).

Estágio sucessorial ou sucessional

Fase de desenvolvimento em que se encontra uma floresta em regeneração. Para fins da normatização da proteção ou licenciamento foi classificado em estágio inicial (em média, a regeneração entre 5 a 15 anos de idade), estágio médio (15 a 40 anos) e estágio avançado (acima de 40 anos) (fonte: Ambiente Brasil).

Fitorremediação

A biotecnologia pode ser uma importante ferramenta para a proteção do meio ambiente. Além das já utilizadas, em diversos países, plantas tolerantes a herbicida e resistentes a insetos, que diminuem o uso de agrotóxicos e a aragem do solo, a ciência agora desenvolve a chamada fitorremediação - a aplicação de plantas geneticamente modificadas na limpeza de solos contaminados por substâncias danosas ao ser humano, plantas e animais. O sistema, além de criar soluções antes inexistentes para certos casos de poluição, poderá ser implementado até mesmo em países em desenvolvimento, já que é de baixo custo (Ambiente Brasil).

Indicador

(1) São variáveis perfeitamente identificáveis, utilizadas para caracterizar (quantificar ou qualificar)   os objetivos, metas ou resultados (ARRUDA et allii, 2001). (2) Nas ciências ambientais, indicador significa um organismo, comunidade biológica ou parâmetro, que serve como medida das condições ambientais de uma certa área ou de ecossistema (FEEMA, 1997). (3) Organismos, ou tipos de organismos, tão estritamente associados a condições ambientais específicas, que sua presença é indicativa da existência dessas condições naquele ambiente (Encyclopedia Britannica, 1978). 

Medidas corretivas

Ações para a recuperação de impactos ambientais causados por qualquer empreendimento ou causa natural. Significam todas as medidas tomadas para proceder à remoção do poluente do meio ambiente, bem como restaurar o ambiente que sofreu degradação resultante destas medidas (ARRUDA et alii, 2001).

Monitoramento ambiental

(1) Acompanhamento, através de análises qualitativas e quantitativas, de um recurso natural, com vista ao conhecimento das suas condições ao longo do tempo. É um instrumento básico no controle e preservação ambiental. (2) Determinação contínua e periódica da quantidade de poluentes ou de contaminação radioativa presente no meio ambiente (The World Bank,1978). (3) Coleta, para um propósito predeterminado, de medições ou observações sistemáticas e intercomparáveis, em uma série espaço-temporal, de qualquer variável ou atributo ambiental, que forneça uma visão sinóptica ou uma amostra representativa do meio ambiente (ARRUDA et alii, 2001). 

Plano de recuperação de área degradada

Operações que têm por objetivo o retorno do sítio degradado a uma forma de utilização, de acordo com um plano pré-estabelecido para o uso do solo, visando a obtenção de uma estabilidade do meio ambiente (Decreto 97.632/89).

Plantas invasoras

Plantas com capacidade de colonizar espontaneamente  novos ambientes através de seus mecanismos de regeneração natural (Ambiente Brasil).

Regeneração artificial

Também conhecida como induzida e visa promover o repovoamento, usando-se processos artificiais para interferir na regeneração (Portaria Normativa IBDF 302/84).

Regeneração natural

Recuperação da cobertura florestal de determinada área, sem a indução ou sem o uso de meios artificiais (Ambiente Brasil). 

Restauração

(1) Restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada o mais próximo possível da sua condição original (Lei n.º 9.985/2000, art. 2º XIV). (2) Ação que interfere no processo de recuperação quando os mecanismos de regeneração natural de um ecossistema ou de uma espécie não são suficientes para assegurar sua sobrevivência. É diferente de recuperação (Ambiente Brasil).